A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

A proteção da propriedade intelectual é uma vantagem para as PME

A proteção da propriedade intelectual é uma vantagem para as PME
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

_Um dos maiores medos dos empreendedores é que alguém lhes roube e copie a sua ideia brilhante. Por isso, é fundamental proteger a propriedade intelectual.
_

A propriedade intelectual é um dos mais importantes ativos incorpóreos de uma empresa, mesmo num pequeno negócio. A euronews visitou uma empresa romena que tem vindo a tirar partido de uma boa gestão da propriedade intelectual.

A Syswin Solutions trabalha na área da Internet das coisas, ou seja, liga objetos à Internet, o que permite, por exemplo, que esses objetos recolham e transmitam dados.

"O registo da patente permite-nos ter exclusividade em relação aos nossos produtos, no mercado romeno. Os nossos rendimentos aumentaram. A patente dá aos clientes maiores garantias ao nível da qualidade e do caráter único dos produtos", sublinhou Razvan Ungurelu, gestor de projeto da Syswin Solutions.

Apoio à internacionalização

A empresa romena comercializa um sistema que monitoriza as culturas em tempo real. Para poder vendê-lo o produto noutros países, recorreu à linha de apoio europeia sobre propriedade intelectual, um serviço gratuito de aconselhamento a empresários.

"O serviço de apoio europeu está a ajudar-nos na nossa expansão internacional, ajuda-nos a conhecer os mercados estrangeiros, e acima de tudo, a estabelecer o valor comercial do nosso produto nesses mercados", contou Razvan Ungurelu.

Os rendimentos das empresas que protegem a propriedade intelectual são em média 30% superiores. No entanto, apenas 9% das PME europeias salvaguardam a propriedade intelectual.

"As PME vêm a propriedade intelectual como um custo e não como um investimento. Não entendem que a patente não é a única forma de proteção, há também os direitos de autor e a proteção da marca", salientou Alexandru Marin, embaixador do Serviço Europeu de Apoio à Propriedade Intelectual, na Roménia.

"O nosso papel é ajudar as PME a perceber o valor da Propriedade Intelectual e a fazer render os seus direitos de propriedade intelectual. Se precisarem de fazer respeitar os seus direitos, nós podemos ajuda-los", acrescentou o responsável.

Alexandru Marin, embaixador do Serviço Europeu de Apoio à Propriedade Intelectual

Os embaixadores da Propriedade Intelectual

Graças ao Serviço Europeu de Apoio à Propriedade Intelectual (European IP Helpdesk) e à rede de embaixadores especializados nesta área, os empresários europeus podem ter acesso a um serviço gratuito que dá apoio e conselho às PME europeias na área da proteção da propriedade intelectual.

euronews: Por que razão é tão importante para as empresas, sobretudo para as pequenas empresas, gerir corretamente as questões de propriedade intelectual?"

Alexandru Marin: "É importante para todas as empresas serem capazes de gerir a sua capacidade de aumentar a qualidade, a integridade e a competitividade do mercado".

euronews: As empresas que protegem a sua propriedade intelectual são mais competitivas?

Alexandru Marin: "As empresas que se preocupam com a Propriedade Intelectual podem ser mais competitivas. Há uma correlação direta entre proteção da propriedade intelectual e e competitividade. Gostaria de salientar a importância da capitalização e frisar que a propriedade intelectual não é apenas um custo. Acarreta alguns custos mas trata-se de um investimento importante".

euronews: Como é que as empresas que querem proteger a propriedade intelectual podem entrar em contacto com um especialista desta área?

Alexandru Marin: "Antes de mais, existe um Serviço Europeu de Apoio à Propriedade Intelectual (European IP Helpdesk). Esta estrutura integra uma rede de embaixadores. Eu faço parte dessa rede que cobre as principais regiões da Roménia, o que nos permite ter uma relação próxima com as empresas. O nosso objetivo é ajudar as PME a conhecer melhor a proteção da propriedade intelectual e a capitalização.

Apoio às PME que vendem na China, na Ásia e na América Latina

Apenas 9% das PME da UE protegem a sua propriedade intelectual. No caso das grandes empresas, essa percentagem é de 40%. O menor investimento da PME em Propriedade Intelectual deve-se ao facto dessas empresas não conhecerem bem as questões relativas à Propriedade Intelectual e considerarem que se trata de algo dispendioso.

O Serviço Europeu de Apoio à Propriedade Intelectual ajuda as empresas a gerir e a tirar partido da propriedade intelectual. Dá apoio gratuito na área da Propriedade Intelectual aos projetos de investigação financiados pela UE e às PME da UE que fazem parte de acordos de parceria transnacionais.

Há três Serviços de Apoio à Propriedade Intelectual especializados no apoio às PME europeias presentes na China, no Sudeste Asiático e na América Latina.

Ligações úteis

Serviço Europeu de Apoio à Propriedade Intelectual.

Embaixadores do Serviço Europeu de Apoio à Propriedade Intelectual