A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Alterações climáticas inspiram protesto global e uma música nova

Protesto em Nova Iorque incluiu derrame de sangue falso em Wall Street
Protesto em Nova Iorque incluiu derrame de sangue falso em Wall Street -
Direitos de autor
REUTERS/Shannon Stapleton
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Michael Stipe, o vocalista dos extintos REM, está de volta aos discos, agora em nome próprio, e o primeiro tema, "Your Capricious Soul", teve o videoclip revelado ao mesmo tempo da "rebelião internacional" pela justiça climática internacional.

O tema está disponível para ser descarregado no site oficial do músico, a troco de doações sem limites, e durante 365 dias as receitas da música para o movimento Extinction Rebelliom para ajudar nas ações não-violentas da organização contra a passividade climática dos governos.

A música do antigo vocalista dos REM, grupo encerrado em 2011, serviu de "banda sonora", esta última segunda-feira, ao arranque do protesto global não violento pedido pelo movimento e que está previsto durar duas semanas.

De Wellington, na Nova Zelândia, ao Dakota do Sul, nos Estados Unidos, passando por Madrid, em Espanha, Paris, em França, ou Berlim, na Alemanha, com o foco principal em Londres, no Reino Unido, este primeiro dia de protestos incluiu diversas iniciativas

Na capital britânica, houve pessoas acorrentadas a carros na via pública, algumas com as mãos coladas ao pavimento, houve praças emblemáticas bloqueadas e centenas de detenções. Pelo menos 280 pessoas terão sido identificadas pela polícia londrina.

Em Sydney, na Austrália, houve pelo menos 30 detenções na sequência do bloqueio de uma estrada, que motivou inclusive um pedido de desculpa do movimento.

"Pedimos muita desculpa a quem foi prejudicado pelas nossas ações. Não queríamos estar aqui. Não queremos perturbar a vida das pessoas. O que queremos é que o governo atue", explicou Elly Baxter, a porta-voz do Extinction Rebellion.

Por toda a Austrália, nos últimos dias foram detidas mais de 100 pessoas relacionadas com atos de desobediência civil relacionadas aos protestos contra a passividade climática do governo.

Em Berlim, na Alemanha, centenas de ativistas, muitos vestidos de vermelho para simbolizar a extinção de espécies, exigiram ação imediata do governo para travar as alterações climáticas provocadas pelo homem.

Houve lugar até a uma reprodução da mítica Arca de Noé.

Presente neste protesto na capital alemã esteve a capitã de mar Carola Rackete, famosa pelo salvamento de migrantes naufragados no Mediterrâneo.

"Eu própria, de profissão, sou ecologista de conservação da natureza. Por isso, vejo como uma catástrofe o facto de o governo federal não estar a fazer nada para evitar a crise climática nem para evitar a perda da biodiversidade no planeta. Tudo isto leva a humanidade para a uma crise existencial", afirmou Rackete.

A jovem sueca Greta Thunberg juntou-se aos protestos no Dakota do Sul, nos Estados Unidos, ao lado de nativos americanos ativistas.

Enquanto, em Nova Iorque, as ações de protesto incluíram o derrame de "sangue falso" em Wall Street e pela simulação de diversos cadáveres espalhados pelo chão, numa interpretação intitulada "die-in", que pode ser traduzido num jogo de palavras entre "morrer dentro" e "morrendo".

Em exclusivo a partir site do músico Michel Stipe, a versão digital "Your Capricious Soul" foi colocado à venda, com o preço base de 77 cêntimos de dólar (cerca de 70 cêntimos de euro), mas com a possibilidade de se pagar mais, com as receitas a reverterem na totalidade durante um ano para o movimento Extinction Rebellion.

Uma versão da música em baixa qualidade foi também disponibilizada para "download" gratuito.

Tirei umas longas férias da música e queria voltar. Adoro 'Your Capricious Soul', é o meu primeiro trabalho a solo. Queria juntar a minha voz a esta inspiradora mudança de consciências. O Extinction Rebellion deu-me o impulso para antecipar o lançamento e não ficar à espera. A nossa relação com o ambiente tem sido uma preocupação constante e agora sinto esperança, otimismo, até. Acredito que podemos conseguir a mudança necessria para melhorar o nosso maravilhos planeta Terra, a nossa presença e o nosso lugar nele.
Michael Stipe
Antigo vocalista dos REM