Última hora

Albânia e Macedónia do Norte voltam a ficar à porta da UE

Albânia e Macedónia do Norte voltam a ficar à porta da UE
Direitos de autor
REUTERS/Yves Herman
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Albânia e Macedónia do Norte voltam a ficar à porta da União Europeia. O Conselho europeu dos Assuntos Gerais não aceitou que os processos de adesão fossem abertos. A decisão tem de ser tomada por unanimidade e a França votou contra, apesar da recomendação dos dirigentes das principais instituições europeias.

Johannes Hahn, Comissário com as pastas da Política Europeia e do Alargamento, foi o porta-voz do desalento. "Lamento imenso porque, mais uma vez, não é um momento de que possamos ter orgulho. Não há dúvida que qualquer adiamento vai prejudicar a nossa credibilidade nos balcãs ocidentais," afirmou.

No Conselho Europeu de junho, os líderes tinham sinalizado a possibilidade de abrir as negociações até ao final de outubro com os dois países balcânicos. Considerou-se que tinham feito os "esforços solicitados" por Bruxelas.

A Macedónia do Norte apresentou o pedido de adesão à União Europeia em 2005, quatro anos antes da Albânia.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.