EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Nova derrota para Boris Johnson no Parlamento

Nova derrota para Boris Johnson no Parlamento
Direitos de autor 
De  euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Nova moção do primeiro-ministro britânico nem chega a votação

PUBLICIDADE

Foi mais uma derrota para Boris Johnson. O presidente do Parlamento recusou voltar a apreciar a moção que dizia respeito ao acordo para o Brexit assinado pelo primeiro-ministro britânico na semana passada.

John Bercow considerou que a moção, tal como foi apresentada, nada acrescenta ao que foi discutido, votado e chumbado no passado sábado em Westminster. "Em suma, esta moção é em substância a mesma moção de sábado e a Câmara já decidiu sobre o assunto. As circunstâncias de hoje são, em substância, as mesmas de sábado. Por isso, a minha decisão é de que a moção não será debatida hoje, uma vez que seria repetitivo e fora de ordem fazê-lo," disse quando comunicou a decisão à Câmara.

O Parlamento volta ao acordo esta terça-feira, dia em que se esperam novas emendas a votação. Mas é cada vez mais provável que Boris Johnson tenha de dar o dito por não dito quando garantiu o Brexit a 31 de outubro a qualquer custo.

Steve Barclay, o responsável do governo britânico para o Brexit, confirmou entretanto que Bruxelas está a analisar um novo pedido de adiamento - agora para 2020 - do prazo de saída do Reino Unido da União Europeia.

Os 27 tinham ratificado o acordo entre Londres Bruxelas na cimeira extraordinária de Bruxelas. Agora preferem ser prudentes e analisar cuidadosamente o pedido de adiamento enviado por escrito pelo primeiro-ministro britânico.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Reino Unido pede tempo, UE pondera, Brexit mais longe

Boris Johnson enfrenta voto decisivo sobre legislação do Brexit

Reino Unido vai "redefinir" relações com a UE, promete Starmer