Última hora
This content is not available in your region

Uma Honda elétrica na Europa

euronews_icons_loading
Uma Honda elétrica na Europa
Tamanho do texto Aa Aa

A marca automóvel Honda anunciou um prazo de três anos para passar a vender apenas veículos elétricos ou híbridos na Europa. Desta forma, o fabricante nipónico antecipa-se às apertadas normas lançadas pela Comissão Europeia.

Uma Honda de eletricidade. A marca automóvel japonesa pretende ter à venda na Europa apenas veículos elétricos ou, pelo menos, híbridos. Quando? Já em 2022, três anos antes do objetivo estabelecido recentemente no Salão de Genebra.

"Há cada vez mais interesse do mercado pelos veículos elétricos. As leis ambientais tornaram-se mais específicas. Estamos a desenvolver uma linha de modelos totalmente elétricos. Há uma grande mudança na Europa e a nossa resposta é esta", afirma Tom Gardner, vice-presidente da Honda Europa.

O fabricante nipónico está, na verdade, a adiantar-se perante normas impostas por Bruxelas, em matéria de emissão de dióxido de carbono nas estradas, cada vez mais rigorosas, com sanções a condizer. A legislação adotada em março deste ano estipula uma redução de emissões, por parte de veículos novos, na ordem dos 37,5% até 2030.