Última hora

Airbus vai investir 40 milhões em Santo Tirso

Airbus vai investir 40 milhões em Santo Tirso
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Um investimento de 40 milhões de euros que vai criar mais de 200 postos de trabalho.

A STELIA Aerospace, empresa do grupo Airbus, escolheu Santo Tirso para instalar uma nova linha de montagem de fabrico de peças para aviões.

Em declarações à Euronews, o ministro português da Economia sublinhou que se trata de um investimento que pode significar o início de uma nova fase para o setor aeronáutico português.

"Trata-se de um investimento de tecnologia muito avançada, num setor altamente competitivo, cluster da indústria de aeronáutica do espaço e da defesa. Há dez anos praticamente não tinha qualquer representatividade. Hoje em dia já representa exportações superiores a 1500 milhões de euros por ano. E este é mais um passo no sentido de se verificar que podemos hoje falar de uma indústria aeronáutica".

As estruturas aeronáuticas desenvolvidas em Santo Tirso serão exportadas e integradas nas unidades francesas de Méaulte e Rochefort. A nova linha de montagem começa a funcionar no final do ano e vai manter a produção até 2023. Pedo Siza Vieira explica que objetivo é que o impacto desta nova uidade continue na região.

"Nós estamos a falar em um investimento que se vai situar em Santo Tirso, no distrito do Porto, numa região fortemente industrializada. Vai contribuir para a diversificação da base económica desta região. Vai criar postos de trabalho, alguns deles altamente qualificados. Permite continuar a fazer um percurso que Portugal tem feito nos últimos anos".

Sobre a escolha de Portugal para receber o novo polo de produção, a STELIA Aerospace destacou a relevante experiência no sector aeronáutico, a disponibilidade de talento, a integração na Zona Euro e a proximidade geográfica com as unidades francesas da empresa.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.