Última hora

Dinamarca autoriza Nord Stream 2

Dinamarca autoriza Nord Stream 2
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

A Dinamarca deu luz verde à construção do gasoduto Nord Stream 2.

Com a autorização de Copenhaga, cai o principal obstáculo à conclusão do projeto liderado pela Rússia que tem dividido opiniões dentro da União Europeia.

Os críticos dizem que que o novo gasoduto vai aumentar a dependência europeia do gás da Rússia e prejudica interesses de países do Leste do bloco e de parceiros, como a Ucrânia.

Steffen Seibert, porta-voz do governo alemão, garantiu que as negociações com Bruxelas continuam em cima da mesa

“Sempre dissemos que há uma dimensão política no Nord Stream 2 e sempre dissemos que o transporte de gás através Ucrânia deve ter um futuro. E é por isso que continuamos a apoiar a Comissão Europeia nestas conversações trilaterais com a Rússia e com a Ucrânia sobre a continuação do trânsito de gás".

O Nord Stream 2 vai transportar, por ano, até 55 mil milhões de metros cúbicos de gás da Rússia para a Alemanha através do Mar Báltico. O percurso contorna países de trânsito como a Eslováquia, a Polónia e a Ucrânia.

O projeto contraria os esforços de Bruxelas para cortar a dependência europeia do gás russo.

Também contra o novo gasoduto estão os ambientalistas, que garantem que o Nord Stream 2 vai prejudicar a flora e a fauna do Báltico.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.