EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Petroleiro grego nega responsabilidade em derrame de petróleo no Brasil

Petroleiro grego nega responsabilidade em derrame de petróleo no Brasil
Direitos de autor رويترز
Direitos de autor رويترز
De  euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Através de um comunicado, a Delta Tankers, empresa gestora do Bouboulin, garantiu que o petroleiro saiu da Venezuela no dia 19 de julho e "foi diretamente para Melaka, na Malásia", onde descarregou a carga total sem perdas.

PUBLICIDADE

A Delta Tankers desmentiu, este sábado, qualquer responsabilidade do petroleiro Bouboulina no derrame de petróleo que afeta o nordeste do Brasil, desde o final de agosto.

As autoridades brasileiras colocaram em marcha uma operação para apurar a origem e autoria do incidente, e apontaram o navio de pavilhão grego como o "principal suspeito".

Através de um comunicado, a empresa gestora do Bouboulina garantiu que o petroleiro saiu da Venezuela no dia 19 de julho e "foi diretamente para Melaka, na Malásia", onde descarregou a carga total sem perdas.

De acordo com a Delta Tankers, a embarcação não parou, não fez nenhum tipo de operação de transbordo de navio para navio, não sofreu nenhum vazamento, ou se desviou da rota definida.

De acordo com o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais (IBAMA), o derrame de petróleo já atingiu 286 praias em 98 cidades de nove estados do nordeste do país.

As manchas de petróleo já mataram pássaros, golfinhos, tartarugas marinhas e crustáceos.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Naufrágio preocupa ambientalistas

Protestos em São Paulo contra novo projeto de lei sobre o aborto no Brasil

Hajj: peregrinação à cidade santa de Meca pelos muçulmanos