Última hora

Spray que substitui plástico premiado em Bruxelas

Spray que substitui plástico premiado em Bruxelas
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Um spray criado por portugueses para substituir o plástico na conservação dos alimentos e reduzir as embalagens, foi premiado em Bruxelas, no concurso de Inovação Social da Comissão Europeia, recebendo uma bolsa de 50 mil euros.

Segundo informação do executivo comunitário enviada à agência Lusa, o projeto SpraySafe, promovido pelo Centro de Investigação de Montanha do Instituto Politécnico de Bragança, é um dos três vencedores deste ano do Concurso Europeu de Inovação Social.

O SpraySafe é um spray baseado em ingredientes naturais, sustentáveis e comestíveis que visa ser uma alternativa ao plástico usado para a conservação dos alimentos, como embalagens e outros recipientes, mantendo as características da comida e evitando a oxidação e a contaminação.

Nesta edição dos prémios de Inovação Social, destinada ao combate ao uso do plástico, foram também premiadas iniciativas de empreendedores da República Checa (que criaram um sistema de distribuição e comercialização circular de produtos alimentares e não-alimentares com embalagens reutilizáveis) e de Espanha (uma `startup` de biotecnologia que transforma resíduos orgânicos em plásticos biodegradáveis através da ação de bactérias).

Ver premiados aqui

Mário Carocho, investigador Centro de Investigação de Montanha (CIMO) do Instituto Politécnico de Bragança

Os três -- que foram premiados entre 543 candidatos e de 10 finalistas -- receberão uma bolsa de 50 mil euros da Comissão Europeia para a criação de soluções inovadoras para promoção da reutilização e reciclagem de plástico, incentivando ainda a mudanças de comportamento.

Distinguido este ano foi ainda um programa de aprendizagem criado por austríacos para prestar auxílio a jovens migrantes altamente qualificados na sua integração no mercado de trabalho local, ao qual foi atribuído do Prémio de Impacto.

O Prémio de Impacto é dado a um dos semifinalistas da edição do ano anterior do Concurso Europeu de Inovação como reconhecimento do impacto social positivo gerado pelo projeto desde o último concurso.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.