Última hora

Hoteleiros franceses denunciam parceria entre COI e AirBnB

Hoteleiros franceses denunciam parceria entre COI e AirBnB
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Os hoteleiros franceses denunciaram esta quarta-feira a parceria anunciada entre o Comité Olímpico Internacional, COI, e a plataforma de alojamento AirBnB.

Reunidos em congresso em Biarritz esta quarta-feira, os hoteleiros anunciaram a suspensão da participação nos Jogos Olímpicos de Paris previstos para 2024.

Os profissionais de hotelaria acusam a plataforma de concorrência desleal

"Esta parceria inovadora é a base da nossa estratégia a fim de garantir a realização eficiente dos Jogos Olímpicos, a sua sustentabilidade e o legado que deixa para a comunidade de acolhimento", foi o argumento avançado pelo presidente do COI, Thomas Bach para justificar a nova parceria.

A plataforma de alojamento junta-se assim ao conjunto de patrocinadores olímpicos numa parceria que se prolongará a partir do próximo ano até 2028.

Segundo um estudo do Fórum Económico Mundial, nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro em 2016, a capacidade adicional oferecida pela plataforma foi equivalente a 257 hotéis gerando 27 milhões de euros de rendimentos para os anfitriões.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.