Polícia promete voltar à rua a 21 de janeiro

JOSÉ SENA GOULÃO/LUSA
JOSÉ SENA GOULÃO/LUSA Direitos de autor © 2019 LUSA - Agência de Notícias de Portugal, S.A.JOSÉ SENA GOULÃO
De  Bruno Sousa
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Manifestação em frente à Assembleia da República decorreu de forma pacífica, sindicatos prometem nova ação de protesto caso as reivindicações não sejam atendidas entretanto

PUBLICIDADE

Foi anunciada como a maior manifestação de sempre da polícia e o aparato de segurança junto à Assembleia da República correspondeu às expectativas. Desta vez, no entanto, não houve confrontos entre polícias a ensombrar a ocasião.

De acordo com a organização, o protesto contou com cerca de treze mil elementos da Polícia de Segurança Pública e da Guarda Nacional Republicana, unidos para reivindicar melhores condições de trabalho e melhores salários.

O momento mais polémico da manifestação surgiu quando André Ventura subiu a uma carrinha e discursou para os presentes. Os sindicatos já vieram criticar a intervenção do deputado do Chega numa manifestação apartidária.

A manifestação acabou por chegar ao fim mais cedo que o previsto e de forma ordeira, com a promessa de voltar às ruas a 21 de janeiro caso os problemas da classe policial não sejam resolvidos até lá.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

"Operação Maestro": O que sabemos até agora sobre o novo caso de corrupção em Portugal

Duas manifestações completamente opostas tomam as ruas de Lisboa

Manifestação de polícias junta 20 mil pessoas no Porto