Última hora

Dia 2 Grand Slam de Judo de Osaka: domínio absoluto do Japão e portugueses afastados

Dia 2 Grand Slam de Judo de Osaka: domínio absoluto do Japão e portugueses afastados
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Na segunda jornada do Grand Slam de Judo de Osaka, a nação anfitriã reinou suprema arrebatando todas as medalhas de ouro das categorias hoje em prova.

A Mulher do Dia

Nos -70kg, a nipónica Yoko Ono, que esteve na sua melhor forma nos preliminares, lutou na final frente à vencedora de quatro Grand Slams Kim Polling, pondo fim à onda de vitórias da holandesa e mantendo vivo o seu sonho Olímpico. A japonesa foi superior no tatami e derrotou a adversária no ponto de ouro, com um Shime-waza.

O Diretor Desportivo da Federação Internacional de Judo, Vladimir Barta, condecorou a judoca.

"Concentrei-me simplesmente em mostrar o meu melhor judo, os meus pontos fortes em termos de técnica, e quis ser eu a exercer pressão. Não tive em conta a estratégia da Kim Polling, mas sim a minha própria estratégia."
Yoko Ono

O Homem do Dia

Sempre muito disputada, a categoria de -73kg ofereceu um belíssimo espectáculo de judo, com destaque para o Uchi-mata do japonês tricampeão do mundo Masashi Ebinuma contra o sueco Tommy Macias, o Ippon do seu compatriota antigo campeão do mundo Soichi Hashimoto frente a Philippe Abel Metellus, do Haiti, e o golpe de pernas incrível, também de Hashimoto, frente ao italiano campeão Olímpico Fábio Basile.

Os dois japoneses encontraram-se na final, onde Ebinuma venceu Hashimoto no contra-ataque já no ponto de ouro, por Ippon, sagrando-se o nosso Homem do Dia. Este é o seu primeiro título do Grande Slam desde que subiu de categoria.

Masashi Ebinuma
"Nas últimas cinco ou seis competições ganhei medalhas de prata. Hoje senti que não queria mais uma medalha de prata e na final senti-me físicamente e emocionalmente motivado."
Masashi Ebinuma

Mónopolio de medalhas nos -63kg

Nos -63kg femininos, Masako Doi defendeu o seu título do Grand Slam superando a compatriota em estreia na prova Nana Kota.

O Japão conquistou todas as medalhas da categoria, que foram apresentadas às judocas pelo diretor de educação da Federação Internacional de Judo, Mohammed Meridja.

Movimento do Dia

A medalista de prata Kim Polling produziu o nosso Movimento do Dia, este Ura-nage monumental frente à nipónica ex-campeã do mundo, Chizuru Arai.

O Ura-nage de Kim Polling

Em destaque nos -81kg

O holandês Frank de Wit, ficou emocionado ao conquistar a sua primeira medalha no Grand Slam, que foi de bronze, ao fim de mais de um ano. A competir em -81kg, o judoca apanhou de surpresa e derrotou o japonês Hikaru Tomokiyo com um judo espontâneo, vistoso e eficaz.

Takanori Nagase conquistou a medalha de ouro da categoria, prevalecendo sobre o compatriota Sotaro Fujiwara.

A Comitiva Portuguesa

O português Anri Egutidze foi eliminado ao segundo combate na mesma competição de -81 kg. Egutidze começou por vencer o sul-coreano Hui-Jung Lee, por Ippon, mas perdeu, também por Ippon, frente ao campeão da categoria Takanori Nagase.

Em -70 kg Bárbara Timo, vice-campeã mundial na categoria, foi afastada pela holandesa Kim Polling no primeiro combate.

Bárbara Timo e Kim Polling

Recorde-se que Maria Siderot (-48 kg) e João Crisóstomo (-66 kg) foram eliminados nos primeiros combates de sexta-feira.

No domingo, último dia da prova, estarão em ação Yahima Ramirez e Patrícia Sampaio, ambas em -78kg.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.