Última hora

Madrid e Barcelona palco de protestos contra o "feminicídio"

Madrid e Barcelona palco de protestos contra o "feminicídio"
Tamanho do texto Aa Aa

Milhares de pessoas saíram as ruas de Madrid e Barcelona para protestar contra a violência de género, uma forma de assinalar o dia internacional para a eliminação da violência contra as mulheres.

"Quero acreditar que as coisas estão a mudar. Há um movimento e as pessoas estão mais conscientes. Vejo que há melhoramentos, todas as pessoas estão a vir, como agora ou no dia 8 de março. De modo que gostaria de pensar que as coisas estão a mudar", diz uma manifestante.

Uma senhora, também no protesto, afirma que "o principal objetivo é denunciar tudo o que está a acontecer com a violência contra as mulheres em Espanha. As leis não estão a ser cumpridas e o pacto do Estado também não. Existe um pacto do Estado com 240 medidas, em que muito poucas das quais foram aplicadas. Por isso nós pedimos educação igual em toda a escolaridade, coisa que não acontece e isso é uma vergonha", conclui.

De acordo com dados oficiais, compilados desde 2003, 1,024 mulheres foram assassinadas pelos companheiros em Espanha. Este ano já morreram 52 mulheres. A última vítima foi uma mulher, alegadamente, assassinada pelo parceiro, esta segunda-feira em Tenerife.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.