Última hora

Autoridades chilenas acusadas de violação de direitos humanos

Autoridades chilenas acusadas de violação de direitos humanos
Tamanho do texto Aa Aa

Os protestos no Chile estão a ser travados com violência. As organizações não-governamentais denunciam a violação de direitos humanos. Na rua, os manifestantes exigem responsabilidades pelo abuso policial. Em particular, um grupo de chilenos que reclama ter sofrido traumas oculares por parte das autoridades.

Carlos Prueba é um dos manifestantes que perdeu o olho durante os confrontos. "Estava na Plaza Italia, e as forças especiais chegaram e eu vi um deles levantar a arma pelo ombro e apontar à minha cara e, a seguir, a única coisa que senti foi a minha cara a inchar e comecei a sangrar. Perdi um olho e estou à espera de uma prótese", conta.

Os tumultos já resultaram em milhares de feridos entre manifestantes e forças da autoridade. Após 42 dias de protesto, o governo de Sebastian Piñera reuniu-se pela primeira vez, esta quinta-feira, com organizações sociais, com vista a combater a crise económica no país e a pôr termo aos conflitos.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.