Última hora
This content is not available in your region

Parlamento Europeu atribui Prémio Sakharov a Ilham Tohti

Parlamento Europeu atribui Prémio Sakharov a Ilham Tohti
Direitos de autor
Jean-Francois Badias/ AP - Jean-Francois Badias
Tamanho do texto Aa Aa

O Parlamento Europeu atribui esta quarta-feira o Prémio Sakharov a Ilham Tohti, um ativista uigure que se encontra detido na China. O prémio foi recebido pela filha Jewher Ilham, que não sabe mesmo se o pai está vivo. A última vez que a família teve notícias dele foi em 2017.

Professor de economia, Tohti é um ativista dos Direitos Humanos e durante mais de duas décadas defendeu os direitos da minoria uigure na China.

Por causa do seu ativismo, Ilham Tohti foi condenado em setembro de 2014 a uma pena de prisão perpétua.

O Parlamento Europeu referiu que os uigures têm sofrido nos últimos anos uma repressão sem paralelo na China, por causa da sua identidade étnica e das suas crenças religiosas únicas.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.