Última hora
This content is not available in your region

Presidenciais croatas terão segunda volta em janeiro

euronews_icons_loading
Presidenciais croatas terão segunda volta em janeiro
Direitos de autor  AP Photo/Filip Horvat
Tamanho do texto Aa Aa

Os croatas terão de voltar às urnas a 5 de janeiro para eleger o novo chefe de Estado, pelo menos de acordo com os resultados provisórios das eleições presidenciais deste domingo.

A escolha deverá recair entre Zoran Milanović, o antigo primeiro-ministro da formação social-democrata SPD, ou Kolinda Grabar-Kitarović, a atual presidente.

O primeiro foi o candidato mais votado na primeira volta do escrutínio, com 31,4% dos votos e 39% dos resultados apurados. Mas, à falta de maioria absoluta terá de medir forças com a segunda candidata mais votada.

Grabar-Kitarović, que se recandidata ao cargo pela formação conservadora de direita União Democrática Croata (HDZ), obteve 27,8% dos votos.

O cantor independente Miroslav Škoro, antigo militante da União Democrática Croata e apoiado por formações da extrema-direita nacionalista, assume a terceira posição com 22,3% dos votos.

A confirmar-se o duelo na segunda volta entre Milanović e Grabar-Kitarović, os analistas antecipam uma vitória da candidata, que poderá beneficiar do voto conservador dos apoiantes de Škoro.

A 1 de janeiro, a Croácia assume a presidência rotativa da União Europeia.