Última hora
This content is not available in your region

Mau tempo fustiga Europa

euronews_icons_loading
Mau tempo fustiga Europa
Direitos de autor  .
Tamanho do texto Aa Aa

A passagem das depressões Elsa e Fabien continua a fazer-se sentir um pouco por toda a Europa.

Nas últimas 48 horas, um pouco por toda a Itália, os bombeiros registaram milhares de situações.

As fortes chuvas causaram inundações em várias partes do país. Exemplo disso, a cidade de Veneza volta enfrentar a subida das águas, enquanto ainda se recupera da excecional maré alta, que em novembro causou milhões de euros em estragos.

Na localidade de Avellino, perto de Nápoles, várias famílias tiveram de ser retiradas das suas.

Na ilha da Sardenha, o mau tempo provocou, no domingo, o naufrágio de um navio mercante de 108 metros de comprimento.

As fortes rajadas de vento dificultaram as operações de salvamento dos 12 tripulantes.

A Guarda Costeira Italiana encontra-se, agora, a vigiar a embarcação de modo a detetar uma eventual fuga de combustível.

Do Mar Mediterrâneo para Espanha.

Segundo o jornal El País, seis pessoas morreram no território devido ao mau tempo dos últimos dias.

De acordo com a Agência Estatal de Meteorologia espanhola, nas últimas 24 horas, registaram-se rajadas de vento de mais de 140 quilómetros por hora na Galiza.

Em Portugal, a zona centro do país é a mais afetada pelas intempéries.

O colapso de dois diques no Rio Mondego, no último fim de semana, provocou grandes inundações na região de Montemor-o-Velho, no distrito de Coimbra.