Última hora
This content is not available in your region

Manifestantes de Hong Kong escolhem centro comercial para protesto

Manifestantes de Hong Kong escolhem centro comercial para protesto
Direitos de autor
AFP
Tamanho do texto Aa Aa

Os protestos voltaram-se a ouvir em Hong Kong, este sábado, depois de uma trégua durante a época natalícia. Desta vez, o palco da contestação foi uma zona de comércio, perto da fronteira com a China continental.

Cerca de uma centena de manifestantes, com máscaras a cobrir parte ou a totalidade da cara, exigiu liberdade para Hong Kong e o regresso dos lojistas chineses ao território.

O protesto acabou, no entanto, por ser abafado por um dispositivo policial à paisana, munido de bastões, que prontamente avançou contra os manifestantes. A operação resultou em pelo menos 15 detidos.

Entre as críticas ao governo, está o decréscimo da qualidade de vida em Hong Kong, onde o comércio livre de impostos atrai muitos comerciantes chineses, mas tem alegadamente diminuído os bens de consumo à disposição dos locais.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.