Última hora
This content is not available in your region

Croácia assume presidência da UE

Croácia assume presidência da UE
Direitos de autor
AP - Darko Bandic
Tamanho do texto Aa Aa

A Croácia assume pela primeira vez a presidência rotativa da União Europeia, num momento crucial. O Brexit e um possível alargamento da União aos Balcãs fazem parte da ambiciosa agenda definida por Zagreb. Sobre a saída do Reino Unido, o primeiro-ministro croata já pediu realismo na negociação do futuro acordo de parceria entre Londres e Bruxelas, porque só faltam 11 meses.

"A presidência é um momento importante para a Croácia, completando o nosso ciclo histórico desde a independência à forte afirmação na Europa e no mundo. Sentimo-nos honrados e temos um sentido de grande responsabilidade para podermos trabalhar em benefício de todos os cidadãos da União nos próximos seis meses, promovendo e apresentando as nossas especificidades e prioridades", afirmou o primeiro-ministro da Croácia, Andrej Plenkovic.

E a Croácia também está disponível para trabalhar num objetivo nacional: a integração no Espaço Schengen.

Esta presidência, seis anos e meio depois de ter entrado na União Europeia, é uma oportunidade para o país mostrar as suas aspirações. Mas muitos analistas pensam que Zagreb pode não atingir qualquer dos objetivos traçados.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.