EventsEventos
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Joias roubadas de museu alemão oferecidas na darknet

Joias roubadas de museu alemão oferecidas na darknet
Direitos de autor LTLT
Direitos de autor LTLT
De  euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Algumas das joias do século XVIII roubadas na Alemanha em novembro passado têm sido oferecidas na darknet. Uma empresa de segurança israelita que está a investigar o roubo fingiu estar interessada em comprá-las e recebeu um e-mail não rastreável que pedia 9 milhões de euros por duas das peças.

PUBLICIDADE

Algumas das joias do século XVIII roubadas na Alemanha em novembro passado têm sido oferecidas na darknet. Uma empresa de segurança israelita que está a investigar o roubo fingiu estar interessada em comprá-las e recebeu um e-mail não rastreável que pedia 9 milhões de euros por duas das peças. O remetente queria que esta quantia fosse paga em bitcoins. O Ministério Público alemão está a investigar.

Na madrugada de 25 de novembro do ano passado, pelo menos dois ladrões roubaram de um museu em Dresden três conjuntos de joias do século XVIII com diamantes e rubis, de um valor "inestimável". A diretora do museu considerou que o valor cultural da coleção única fundada por "Augustus, o forte", rei da Polónia, é maior do que o valor material.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Autoridades alemãs recuperaram 31 objetos furtados de um museu em 2019

"Acordemos". Macron alerta para os "maus ventos" da extrema-direita em discurso na Alemanha

Parlamento alemão debate violência no país e condena ataque contra Robert Fico