Última hora
This content is not available in your region

Joias roubadas de museu alemão oferecidas na darknet

Joias roubadas de museu alemão oferecidas na darknet
Direitos de autor
LTLT
Tamanho do texto Aa Aa

Algumas das joias do século XVIII roubadas na Alemanha em novembro passado têm sido oferecidas na darknet. Uma empresa de segurança israelita que está a investigar o roubo fingiu estar interessada em comprá-las e recebeu um e-mail não rastreável que pedia 9 milhões de euros por duas das peças. O remetente queria que esta quantia fosse paga em bitcoins. O Ministério Público alemão está a investigar.

Na madrugada de 25 de novembro do ano passado, pelo menos dois ladrões roubaram de um museu em Dresden três conjuntos de joias do século XVIII com diamantes e rubis, de um valor "inestimável". A diretora do museu considerou que o valor cultural da coleção única fundada por "Augustus, o forte", rei da Polónia, é maior do que o valor material.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.