Autoridades alemãs recuperaram 31 objetos furtados de um museu em 2019

Em 2019 a polícia investigava o roubo ao Museu Green Vault, em Dresden
Em 2019 a polícia investigava o roubo ao Museu Green Vault, em Dresden Direitos de autor Sebastian Kahnert/AP
De  Nara Madeira com AFP
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

Grande parte do espólio roubado ao Museu Green Vault, em Dresden, em 2019, foi recuperado pela polícia alemã.

PUBLICIDADE

As autoridades alemãs recuperaram "parte considerável" do espólio roubado, em 2019, ao museu Green Vault, em Dresden. Os 31 objetos encontrados, entre eles estarão joias do século XVIII, regressaram já à referida cidade alemã, onde serão examinados por especialistas para averiguar a sua autenticidade. 

A descoberta acontece quando seis suspeitos do ataque noturno ao museu estão a ser julgados e depois de conversas entre a defesa e os procuradores para um possível acordo que previa a devolução dos objetos roubados. O julgamento arrancou em janeiro e deverá ser retomado na próxima terça-feira.

Os ladrões roubaram, há mais de quatro anos, 21 peças de joalharia e outros objetos da coleção de Frederico Augusto I da Saxónia, Augusto II da Polónia, cujo cognome era o Forte. Entre eles estavam uma espada cujo punho está cravado de diamantes e uma ombreira com o famoso diamante branco Dresden de 49 quilates.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Joias roubadas de museu alemão oferecidas na darknet

Principal suspeito do rapto de Madeleine McCann volta a tribunal na Alemanha

Ataque à faca em escola da Alemanha faz quatro feridos, dois com gravidade