Última hora
This content is not available in your region

Irão deixa tropas europeias em alerta

euronews_icons_loading
Irão deixa tropas europeias em alerta
Direitos de autor  AP
Tamanho do texto Aa Aa

Depois das ameaças diretas às tropas americanas, o Irão deixa um alerta dirigido às forças europeias no Médio Oriente. Assim reagiu o presidente iraniano, Hassan Rouhani, ao anúncio de que três países europeus - a saber, França, Reino Unido e Alemanha - querem forçar Teerão a cumprir o acordo nuclear de 2015 sob pena de imporem novamente sanções contra o país.

"Hoje, é o soldado americano que está em perigo; amanhã, pode ser o soldado europeu. Nós não queremos instabilidade. Queremos que os europeus saiam desta região de uma forma ordenada, não pela guerra", declarou.

O homicídio do general Soleimani levou Teerão a romper abertamente com o estipulado no acordo nuclear, mantendo no entanto a possibilidade de supervisão internacional dos recursos existentes. Diz Rouhani: não pode haver dois pesos, nem duas medidas.

"O que é que fizeram quando Trump se retirou do acordo climático? E quando rompeu com a NATO? Quando saiu da Unesco? O que fizeram quando deixou o Conselho dos Direitos Humanos da ONU?", pergunta Rouhani.

Numa altura em que vigora um estado de alerta entre Estados Unidos e Irão - com consequências trágicas, como o abate do avião ucraniano -, Rouhani continua a garantir que Teerão não procura dotar-se de armamento nuclear, mas sim assegurar as necessidades energéticas.