Última hora
This content is not available in your region

Comunidade científica une-se contra coronavírus

euronews_icons_loading
Comunidade científica une-se contra coronavírus
Direitos de autor  AP Photo/Mark Schiefelbein   -   Mark Schiefelbein
Tamanho do texto Aa Aa

A comunidade científica une-se para enfrentar o coronavírus. Especialistas de todo o mundo estão a trabalhar juntos para desenvolver uma vacina que possa salvar as pessoas dos efeitos letais deste novo vírus, com origem na cidade de de Wuhan. Tentam também prever uma possível evolução do vírus.

Desta vez, estamos a monitorizar as coisas de perto, mas devido à diferença entre o coronavírus e outros vírus, não observámos uma mutação clara do vírus até agora, quer nas amostras ambientais ou de pacientes. Mas, com base em estudos de virologia, o vírus não seria o que é agora sem uma mutação.
Gao Fu
diretor do Centro Chinês de Controlo e Prevenção de Doenças

O novo coronavírus pertence a uma estirpe específica que ainda não tinha sido identificada em humanos.

Há pouca informação quanto à transmissão, gravidade e quanto ao impacto clínico do vírus, mas os cientistas franceses estão empenhados para conseguir respostas.

Com esta nova amostra vamos tentar desenvolver o vírus. Para isso, vamos colocá-lo nas células adequadas para a cultura do vírus. É um trabalho moroso, porque é um vírus que não se desenvolve bem. Vamos tentar colocá-lo nas melhores condições, para que possamos ter uma cultura viável em poucos dias.
Arnaud Fontanet
Instituto Pasteur

Uma cultura viável do vírus é uma etapa essencial para permitir o lançamento de uma série de programas de investigação. Definir o período durante o qual o portador do vírus é contagioso é, segundo os investigadores, um dos elementos-chave para o controlo da epidemia.