Última hora
This content is not available in your region

Coronavírus faz a primeira vítima fora da China

euronews_icons_loading
Coronavírus faz a primeira vítima fora da China
Direitos de autor
AA
Tamanho do texto Aa Aa

O coronavírus fez este sábado a primeira vítima mortal fora da China. As Filipinas confirmaram nas últimas horas a morte de um homem de nacionalidade chinesa, de 44 anos, que estava internado no Hospital San Lazaro, em Manila, desde 25 de janeiro.

A mulher da vítima, de 38 anos, está também internada com o vírus e é o segundo caso de infeção registado pelas autoridades filipinas.

Segundo Pequim, o número de mortes pelo coronavírus subiu já para 304, mais 45 do que as que tinham sido adiantadas no sábado. Já o número de pessoas infetadas no território chinês ascende a mais de 14.000.

Entretanto, prosseguem os esforços de repatriamento de cidadãos europeus que viviam na região de Wuhan, na província de Hebei, onde foi detetada a origem do surto do vírus.

À Alemanha chegou este sábado um avião com 128 pessoas, que vão ser examinadas para detetar a existência ou não de sintomas. Portugal continua sem registo de casos de infeção e o avião que traz a bordo cidadãos portugueses que estavam na cidade chinesa deverá chegar a França este domingo.

Também entre outras nações asiáticas cresce a preocupação. O Bangladesh conseguiu retirar de Wuhan 316 cidadãos, dos quais oito foram internados com febre alta.

Além da China, há mais de 50 casos de infeção confirmados noutros 24 países, incluindo Estados Unidos da América, Espanha e Rússia.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.