Última hora
This content is not available in your region

Coronavírus: Homem que esteve nos Alpes acusa positivo em Espanha

euronews_icons_loading
(AP Photo/Francois Mori)
(AP Photo/Francois Mori)   -   Direitos de autor  Copyright 2020 The Associated Press. All rights reserved   -   Francois Mori
Tamanho do texto Aa Aa

Com origem na China, bastaram alguns dias para o coronavírus chegar à Europa. Em França, a ministra da Saúde assegurou um reforçar de medidas depois de, neste sábado, ter sido confirmada a presença do novo vírus em cinco britânicos numa estância de esqui em Le Contamines-Montjoie, nos Alpes franceses. A primeira transmissão foi feita por um dos britânicos que tinha estado em Singapura no final do mês de janeiro.

A ministra da Saúde de França, Agnès Buzyn, garante que todos os casos estão fora de perigo e que só o tempo dirá se o vírus ainda circula na vila francesa.

"Não achamos que haja uma circulação do vírus. Mas podemos imaginar uma evolução dentro de uma semana. Vamos ver. Todos os dias tomamos decisões sobre o que temos como novas informações. Mas agora, como você pode ver, ninguém usa máscaras e é a vida normal na vila.", disse a ministra francesa na última conferência de imprensa.

Entretanto, por segurança, e até porque um dos casos positivos é uma menina de 9 anos, as duas escolas do local onde ocorreu o contágio foram encerradas.

Mais um caso em Espanha

Um homem que esteve na mesma estância de esqui francesa decidiu ir ao hospital por saber que tinha estado em contacto com uma das pessoas infetadas plo coronavírus.

Mesmo sem sintomas, o britânico, a residir em Palma de Maiorica, dirigiu-se ao hospital.

Ao fim de algumas análises, o coronavírus deu positivo.

Segundo a equipa médica, o homem está em boas condições de saúde, não apresenta sintomas, mas mesmo assim tem de ficar isolamento.

"Esta pessoa está bem, não apresenta sintomas. É saudável, mas obviamente, enquanto é positivo, tem que ser isolado", admitiu Fernando Simon, do Centro de Alertas e Emergências de Saúde de Espanha.

Britânicos a viver em Wuhan já estão no Reino Unido

No Reino Unido, os britânicos que foram retirados de Wuhan aterraram durante a manhã deste domingo na base militar de RAF Brize Norton. As 105 pessoas vão estar de quarentena num hotel em Milton Keynes, a 70 quilómetros de Londres, durante 14 dias.

Número de casos confirmados na Europa:

  • Alemanha: 14
  • França: 11
  • Reino Unido: 4
  • Itália: 3
  • Rússia: 2
  • Espanha: 2
  • Finlândia: 1
  • Suécia: 1

  • Bélgica: 1

Em todo o mundo, há 37.612 pessoas infetadas, 37,234 das quais na China. No total, já morreram 815 pessoas. (números atualizados às 20h47 do dia 9/02/20)