Última hora
This content is not available in your region

Europa tenta conter coronavírus

euronews_icons_loading
Europa tenta conter coronavírus
Direitos de autor  The Associated Press. All rights reserved   -   Kin Cheung
Tamanho do texto Aa Aa

As autoridades médicas francesas estão a lutar para conter a disseminação do coronavírus, as atenções concentram-se numa estação de esqui alpina. É onde cinco cidadãos britânicos, incluindo uma criança de 9 anos, contraíram o vírus.

Centenas de crianças e respetivas famílias em Contamines-Montjoie estão a realizar testes, depois de a criança passar algum tempo numa escola local. Mas a busca não termina aí.

"Ficámos a saber que havia outros dois casos relacionados com este grupo: dois adultos, um diagnosticado no Reino Unido e outro diagnosticado em Maiorca, estão ligados com uma estadia num apartamento em Les Contamines-Montjoie. Desde a noite de sexta-feira, uma unidade de crise foi criada pela Agência Regional de Saúde de Rhône-Alpes," revelou o diretor-geral de saúde, Jerome Salomon.

No centro do alerta está um britânico que foi infetado durante uma viagem a Singapura e, no regresso a casa, esteve na estação de esqui francesa.

Na Grã-Bretanha, um avião que retirou mais de 200 pessoas da cidade chinesa no centro da epidemia aterrou em Oxfordshire.

105 cidadãos britânicos foram levados para um hotel de quarentena. Numa operação coordenada de aviões e autocarros, noventa e cinco europeus, que também estavam a bordo, regressaram aos respetivos países.

Milhares de pessoas que estiveram retidas num navio de cruzeiro em Hong Kong, durante quatro dias, foram autorizadas a desembarcar após os testes de coronavírus terem sido negativos.

Outro navio de cruzeiro, onde dezenas de casos foram confirmados, permanece em quarentena ao largo do Japão.

Na China continental, milhões de pessoas preparam-se para voltar ao trabalho após a pausa paracelebrar o Ano Novo Chinês. Na tentativa de impedir a propagação do vírus, os pontos de verificação da febre e o monitoramento da movimentação das pessoas serão aumentados.

A Comissão Nacional de Saúde da China elevou para 908 o número de mortos pelo coronavírus entre os 40.171 infectados diagnosticados no país asiático.