Última hora
This content is not available in your region

Coronavírus: Último balanço aponta para 11 mortos em Itália

euronews_icons_loading
Coronavírus: Último balanço aponta para 11 mortos em Itália
Direitos de autor  Euronews
Tamanho do texto Aa Aa

Mesmo com todas as medidas de controlo, o novo coronavírus propaga-se em Itália. No total, são mais de 320 casos no país e agora 11 mortos confirmados, todos eles pessoas idosas e debilitadas por outras patologias.

As autoridades de saúde registaram os primeiros casos no sul da península, com um caso positivo em Palermo e outro em Florença.

O consultor da Organização Mundial de Saúde que está a acompanhar o Ministério da Saúde italiano, Walter Ricciardi, explica que o estado de alerta pode ser reduzido se houver um esforço conjunto, mesmo que não se subestime a propagação. De qualquer forma, a percentagem de mortos entre os infetados é reduzida, apenas 5%.

A maior parte dos casos concentra-se na região da Lombardia, no norte do país. Nas grandes cidades como Veneza e Milão sentem-se os efeitos do controlo da propagação do surto: nas ruas há muito menos pessoas e os comércios já sentem quebras nas vendas. No total, o governo italiano isolou 11 cidades da península.

As autoridades transalpinas continuam a tentar perceber onde surgiu o primeiro caso no país, o chamado paciente 1 deste surto do novo coronavírus.

Entretanto há mais quatro países europeus com casos positivos de infeção por Covid-19. Na Áustria, dois pacientes estão internados, em isolamento, no hospital de Innsbruck. Um dos infetados é um cidadão italiano. As autoridades croatas também confirmaram um caso, na região dos Balcãs: um homem que esteve em Turim, norte de Itália. Na Suíça registou-se a primeira infeção.Espanha já contabiliza 5 casos confirmados em Barcelona e nas Ilhas Canárias e Baleares.