Última hora
This content is not available in your region

Vaticano abre arquivos sobre II Guerra Mundial

euronews_icons_loading
Vaticano abre arquivos sobre II Guerra Mundial
Direitos de autor  Gregorio Borgia/AP Photo
Tamanho do texto Aa Aa

O Vaticano abriu os arquivos contemporâneos da Segunda Guerra Mundial, que conservam a documentação sobre o pontificado do Papa Pio XII.

A abertura dos documentos secretos da Santa Sé vem satisfazer um pedido de décadas dos judeus.

Os historiadores poderão, agora, analisar o papel da Igreja Católica na Segunda Guerra Mundial. Nas últimas décadas, têm surgido acusações contra o Papa Pio XII, Sumo Pontífice de 1939 a 1958. Alguns judeus acusaram o então líder da Igreja Católica de não se pronunciar de forma contundente contra o Holocausto, o nazismo e o fascismo, preferindo o silêncio.

O Vaticano tem defendido que Pio XII trabalhou discretamente durante a Segunda Guerra Mundial para salvar os judeus.

Mais de oitenta investigadores de todo o mundo estão, já, inscritos para analisar os mais de 16 milhões de documentos pertencentes aos arquivos secretos do Vaticano.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.