O perigo das autoestradas italianas

O perigo das autoestradas italianas
Direitos de autor Euronews
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Degradação e falta de inspeção preocupam condutores e moradores

PUBLICIDADE

Com o colapso da ponte Morandi, em Génova, os italianos descobriram que, durante décadas, circularam em estradas perigosas, com falta de inspeção e que não garantem segurança. 

Luca Ternavasio é o fundador da Autostrade Chiare, uma associação que exige justiça e transparência em relação ao estado das autoestradas italianas.

"Há um ano e meio, um viaduto desabou e morreram 43 pessoas. Nos últimos dois meses, 2,5 toneladas de destroços caíram de um túnel. Conduzir na Ligúria significa correr riscos."

O viaduto Tecci, que passa por cima da auto-estrada Savona-Turim, precisa de manutenção urgente.

O engenheiro Paolo Forzano foi uma das primeiras pessoas a alertar para a situação.

"As poupanças na manutenção desta estrada têm sido contínuas nas últimas décadas. Esta estrada teve muito pouca manutenção. Devemos provar com dados técnicos se a situação é segura e se temos uma infra-estrutura na qual podemos confiar".

euronews

As pessoas que vivem perto do viaduto Bisagno têm medo que volte a acontecer uma tragédia como a que aconteceu na ponte Morandi. O viaduto é considerado "estruturalmente sólido", mas está prevista uma reparação

Chiara Ottonello vive ao lado do viaduto, há doze anos.

"O nosso prédio está aqui desde 1925 e a ponte foi inaugurada em 1967. A ponte está a desmoronar-se à nossa frente. Estamos com muito medo de viver aqui".

euronews

Apesar do aumento do número de obras de manutenção e de inspeções, quem utiliza regularmente as autoestradas italianas receia que, em breve, possa acontecer outro grande acidente.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Protesto contra autoestrada em França

Arranca construção de nova ponte em Génova

Histórias de quem ainda vive sob a ponte colapsada em Génova