Última hora
This content is not available in your region

Festival Internacional de Cinema de Genebra sem público devido ao coronavírus

euronews_icons_loading
Festival Internacional de Cinema de Genebra sem público devido ao coronavírus
Tamanho do texto Aa Aa

Um festival de cinema, sem público - já que que os receios em torno do Corona Vírus se sentam na fila da frente. O Festival Internacional de Cinema de Genebra que é também um Fórum de Direitos Humanos (FIFDH) foi obrigado a apostar numa versão 2.0 para assegurar a continuidade, depois das autoridades suíças terem sido obrigadas a cancelar o evento.

"Ficámos a saber da terrível notícia sobre a proibição do festival quatro dias antes da abertura e decidimos que a nossa mensagem é cada vez mais importante - mais do que nunca. É preciso espalhar a mensagem dos direitos humanos, passada pelos ativistas. Convidámos os ativistas e transmitimos todos os debates em streaming, em direto. Os espetadores podem colocar questões a partir de casa. Também tentámos encontrar soluções para exibir os filmes."
Isabelle GATTIKER
diretora artística

A maior parte dos convidados do festival faz parte de um painel de debates, num palco especialmente projetado para transmissões em direto. O evento acontece, apesar da ausência física do público.

"É aqui que a magia acontece: devido ao Covid 19 pediram-nos para criar um serviço de transmissão ao vivo que tornasse os debates mais empolgantes... levando-os até ao público. Estamos a tentar partilhar as mensagens e os debates de uma maneira muito envolvente. Transmitimos via Facebook Live, assim como através do YouTube. Desta forma, a equipa de comunicação do festival consegue incorporar os vídeos no website".
Diego de Léon Sagot
diretor Visualive Productions

Os prémios oficiais de vão ser anunciados a 15 de março, neste Festival Internacional de Cinema de Genebra que insiste na abordagem de questões humanas e sociais que considera fundamentais.