Corrida aos supermercados

Corrida aos supermercados
Direitos de autor AP
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Com o aumento das restrições, franceses esperam em filas para comprarem comida e bens essenciais

Depois do reforço das medidas para evitar a propagação do coronavírus anunciadas por Emmanuel Macron, os franceses encheram os supermercados do país.  

PUBLICIDADE

Os clientes falam em "cenários de guerra" e lembram a importância de não fazeram compras para vários meses. 

França repete as imagens que chegaram da Grécia e de Itália.

A Grécia aumentou o número de lojas encerradas para combater a propagação do novo coronavírus. O ministro do Desenvolvimento grego garante que "não há razão para alarme porque o país tem capacidade total para fornecer produtos para os próximos três meses".  Adonis Georgiadis sublinha que não há perigo real e que não há razão para pânico".

Em Itália, todas as lojas que não vendem alimentos e produtos essenciais continuam encerradas. As pessoas já estão habituadas às restrições e o pânico nas compras parece ter acalmado.

Em muitos países, como a Roménia, repetem-se os atos de solidariedade. Grupos de voluntários fazem compras para pessoas idosas e doentes que não podem ir aos supermercados sozinhos.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Espanha, França e Portugal adotam "medidas drásticas" de combate ao COVID-19

Extrema-direita regressa ao Senado de França

Suposto cúmplice do assassinato de casal de polícias começou a ser julgado em Paris