Milhares de turistas retidos em Espanha e Marrocos

Milhares de turistas retidos em Espanha e Marrocos
Direitos de autor Andres Gutierrez/Copyright 2020 The Associated Press. All rights reserved
Direitos de autor Andres Gutierrez/Copyright 2020 The Associated Press. All rights reserved
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Voos cancelados, filas intermináveis, companhias aéreas sem soluções a propor: a angústia instalou-se em aeroportos espanhóis e marroquinos.

PUBLICIDADE

Com uma Espanha em estado de alerta, milhares de turistas afluíram para os aeroportos para tentarem chegar a casa o mais rapidamente possível. Em Tenerife, nas ilhas Canárias, um cenário que se tornou comum noutros pontos da Europa: filas intermináveis, passageiros à espera durante várias horas para obter respostas por parte das companhias aéreas que, por sua vez, multiplicam os anúncios de cancelamento de voos.

Onde é que as medidas drásticas deixam os turistas, perguntava um grupo de franceses retido no aeroporto de Tânger, em Marrocos, depois de terem apelado diretamente ao presidente Emmanuel Macron para que fossem resgatados.

Uma enfermeira afirmava que os turistas franceses são agora "reféns de Marrocos", país que suspendeu as ligações internacionais, uma vez que a única indicação que têm é a de contactar as companhias aéreas, só que estas já não têm voos a propor.

Por seu lado, Paris assegura que foram já foram fretados vários aviões para ir buscar os cerca de 12 mil cidadãos franceses bloqueados em Marrocos.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Inspectores do SEF receiam vulnerabilidade da costa portuguesa

Um arquiteto juntou-se a 17 famílias e nasceu a primeira cooperativa de habitação em Madrid

Só em janeiro, Canárias receberam mais migrantes do que na primeira metade de 2023