Última hora
This content is not available in your region

Europa à beira do estado de emergência

euronews_icons_loading
Europa à beira do estado de emergência
Direitos de autor  Peter Dejong/Copyright 2020 The Associated Press. All rights reserved
Tamanho do texto Aa Aa

Bastaram 24 horas para Espanha subir ao terceiro lugar entre os países com mais casos de coronavírus, logo atrás da China e de Itália. Mais cinco mil pessoas diagnosticadas num dia e o número de infetados subiu para 24926.

Também o número de mortes no país registou um aumento, estando atualmente em 1326.

Com as unidades de cuidados intensivos à beira da rutura, com mais de 1600 pacientes internados, as medidas de prevenção foram reforçadas, com o encerramento de grande parte dos espaços públicos e restrições à livre circulação.

Em França, a região da Alsácia tem sido a mais afetada pelo vírus.

Para aliviar a pressão nos hospitais locais, o exército começou, esta quarta-feira, a realizar o transporte de pacientes infetados de Mulhouse para outras cidades, até um hospital de campanha estar concluído.

E, apesar das fronteiras fechadas, a solidariedade fez-se desde logo sentir do lado alemão, no estado de Baden-Wuerttemberg, onde as portas dos hospitais estão abertas aos doentes infetados da região francesa vizinha.

Também a Alemanha, o quarto país com mais infetados no mundo, tenta fazer face à propagação do coronavírus.

De acordo com a Instituto Robert Koch, entidade responsável pela prevenção e controlo de doenças. há 16662 casos no país, o que corresponde a um aumento de 2705 pessoas infetadas, em relação ao dia anterior. No total, a Alemanha resgista 47 vítimas mortais de Covid-19.

Depois da Baviera, com 2960 casos, ter declarado o estado de emergência e imposto o confinamento da população, o estado do Sarre segui-lhe o exemplo.

Atualmente, o governo alemão pondera estender a restrição a todo o país.