Última hora
This content is not available in your region

Chanceler Kurz pretende relançar a economia apesar da Covid-19

euronews_icons_loading
Chanceler Kurz pretende relançar a economia apesar da Covid-19
Direitos de autor  Helmut Foringer/AP
Tamanho do texto Aa Aa

A Áustria pretende afrouxar a partir da próxima semana as medidas de contenção da epidemia de covid-19 para relançar progressivamente a atividade económica no país.

O Chanceler conservador austríaco pretende permitir o levantamento progressivo do confinamento comercial durante os próximas semanas, embora mantendo algumas regras para evitar a propagação do vírus SARS-CoV-2.

"O nosso objetivo é que na terça-feira a seguir à Páscoa as lojas mais pequenas, até 400 metros quadrados, e as grandes superfícies de bricolagem e jardinagem sejam autorizados a reabrir. Claro, isto será sujeito a regras de segurança muito apertadas como o uso de máscaras, desinfeção e também um numero limitado de clientes dentro de cada estabelecimento", detalhou Sebastian Kurz.

O levantamento do confinamento social e laboral prevê a abertura a 01 de maio de outros estabelecimentos comerciais não essenciais e a meio do mês também o regresso dos restaurantes e bares.

Apenas os eventos públicos vão continuar proibidos até julho num país com um dos sistemas de saúde mais bem apetrechados da Europa.

O Chanceler austríaco apenas pediu mais um sacrifício aos cidadãos para respeitarem as medidas de confinamento social ainda em curso até ao fim de abril e abdiquem de celebrar a Páscoa este ano co, outras pessoas para além daquelas com quem vivem.

O receio um colapso económico provocado pela Covid-19 estará a levar a Republica Checa a ponderar voltar a permitir a partir da próxima semana algumas viagens para o estrangeiro e também a abertura de algumas lojas.

O levantamento do confinamento checo vai ser debatido durante esta semana.

Além da pressão da Comissão Europeia para tomadas de decisão comuns entre os "27", também o progresso da epidemia durante esta semana irá definir se os desejos unilaterais de austríacos e checos se poderão concretizar na data pretendida sem colocar em risco os cidadãos.

A Áustria conta atualmente com mais de 8.600 casos de infeção ativos no país, tendo já sofrido 220 mortes associados à Covid-19 e contabiliza quase 3.500 pessoas recuperadas. A taxa de contaminação no país baixou dos cerca de 40% a meio de março para 2,8%.

A República Checa tem mais de 4.500 casos de infeção ativos, 78 mortos e 121 pessoas recuperadas do novo coronavírus.