EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Ex-tesoureiro do Vaticano libertado pelo supremo australiano

Ex-tesoureiro do Vaticano libertado pelo supremo australiano
Direitos de autor James Ross/AAP Image via AP
Direitos de autor James Ross/AAP Image via AP
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Ex-tesoureiro do Vaticano, George Pell, foi libertado pelo supremo australiano depois de ter sido considerado que as provas não foram concludentes para o condenar a seis anos de prisão por abusos sexuais de menores.

PUBLICIDADE

O cardeal George Pell, antigo tesoureiro do Vaticano, foi colocado em liberdade depois de o Supremo Tribunal da Austrália anular a condenação a seis anos de prisão por abusos sexuais de menores cometidos nos anos 90.

O coletivo de juízes considerou existir uma possibilidade "significativa de as provas não terem estabelecido a culpabilidade com um nível de prova exigido".

George Pell, de 78 anos, considerado o número 3 da Santa Sé, tinha sido condenado com base no testemunho de uma das alegadas vítimas em 2014, depois de outra suposta vítima de abusos ter morrido de overdose.

O cardeal saiu por volta do meio dia da prisão de Barwon nos arredores da cidade de Melbourne.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Vaticano reforça cooperação com autoridades policiais

Milhares de húngaros manifestam-se para exigir reformas na proteção das crianças

Líder da Igreja Protestante da Alemanha demitiu-se por suspeitas de encobrir abusos sexuais