EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Brasil freta seis voos da TAP para repatriar mais de 1.300 cidadãos

Aviões da TAP no aeroporto Humberto Delgado, em Lisboa
Aviões da TAP no aeroporto Humberto Delgado, em Lisboa Direitos de autor PATRICIA DE MELO MOREIRA/AFP or licensors
Direitos de autor PATRICIA DE MELO MOREIRA/AFP or licensors
De  Euronews com LUSA
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

A decisão terá custado cerca de 1,4 milhões de euros e será levada a cabo ainda este mês.

PUBLICIDADE

O Brasil fretou seis voos da TAP para proceder até ao final de abril ao repatriamento de mais de 1.300 cidadãos que se encontram em Portugal.

Segundo adiantou uma fonte do consulado brasileiro à Lusa, a medida custou cerca de 1,4 milhões de euros, e o primeiro desses voos de repatriamento partiu hoje, às 11:00, do aeroporto Humberto Delgado, em Lisboa, em direção a São Paulo.

"São seis voos. Em princípio, operaremos cinco e poderemos vir a operar um sexto, ao longo do mês de abril", afirmou à Lusa a primeira secretária do consulado do Brasil em Lisboa, Izabel Cury.

Segundo a diplomata, se for necessário realizar os seis voos - porque o sexto ainda não é certo que seja necessário -, esta operação de repatriamento de cidadãos nacionais custa ao Estado brasileiro 1,4 milhões de euros.

Para já, está garantida a realização de cinco destes voos, todos com destino a São Paulo. Dois deles partem hoje de Lisboa e, no sábado, sairá um do Porto. Na próxima semana, estão previstos mais dois, ambos a partir de Lisboa: um no domingo, dia 19, e outro na quarta-feira, dia 22.

O Brasil ultrapassou na quarta-feira a barreira dos três mil novos casos diários do novo coronavírus, registando o número recorde de 3.058 infetados e 204 mortos nas últimas 24 horas.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Portugal prolonga interdição de voos de e para fora da UE

Presidente brasileiro apela ao regresso ao trabalho

Hajj: peregrinação à cidade santa de Meca pelos muçulmanos