Última hora
This content is not available in your region

Covid-19: Moçambique regista mais dois casos de infeção, num total de 41

Narendra Modi
Narendra Modi   -   Direitos de autor  Schalk van Zuydam/Copyright 2016 The Associated Press. All rights reserved. This material may not be published, broadcast, rewritten or redistribu
Tamanho do texto Aa Aa

O número de casos registados oficialmente de infeção pelo novo coronavírus em Moçambique subiu de 39 para 41, anunciou hoje o Ministério da Saúde.

"Dos 84 testados nas últimas 24 horas, 82 revelaram-se negativos para a infeção da covid-19 e dois foram positivos. Com isso, neste momento o nosso país conta com 41 casos positivos", disse Rosa Marlene, diretora nacional de Saúde Pública.

A responsável falava durante a conferência de imprensa de atualização de dados no Ministério da Saúde em Maputo.

Os dois novos casos dizem respeito a cidadãos de nacionalidade sul-africana e resultam de uma investigação sobre as ramificações de um primeiro caso de infeção pelo novo coronavírus, anunciado em 02 de abril, descoberto em Afungi, Cabo Delgado, na área do projeto para a exploração de gás no Norte de Moçambique liderado pela francesa Total.

"Os dois casos não apresentam sintomatologia e estão em isolamento em Afungi ", avançou Rosa Marlene, acrescentando que as autoridades vão identificar os contactos destes novos dois pacientes para testá-los e acompanhá-los.

Apenas trabalhos essenciais estão a ser realizados nas obras do megaprojeto para exploração de gás liderado pela Total no norte do país, após descoberta de novos casos de infeção pelo novo coronavírus no local.

Do total de 41 casos registados, oito dos quais já recuperados, 33 são de transmissão local e oito são importados, tendo as autoridades efetuado um total de 1.247 testes desde o primeiro caso, anunciado em 22 de março.

Moçambique não tem registo de vítimas mortais devido à pandemia de covid-19.

O número de mortes provocadas pela covid-19 em África subiu para 1.191, com mais de 24 mil casos registados da doença em 52 países, segundo as estatísticas mais recentes sobre a pandemia no continente.

Entre os países africanos que têm o português como língua oficial, a Guiné Equatorial lidera em número de infeções (83), seguida de Cabo Verde (68 casos e uma morte), Guiné-Bissau (50) Angola (24 infetados e dois mortos) e São Tomé e Príncipe tem três casos confirmados.

A nível global, segundo um balanço da AFP, a pandemia de covid-19 já provocou mais de 178.500 mortos e infetou mais de 2,5 milhões de pessoas em 193 países e territórios.

Mais de 583 mil doentes foram considerados curados.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.