Última hora
This content is not available in your region

Itália anuncia calendário para fim do confinamento

euronews_icons_loading
Itália anuncia calendário para fim do confinamento
Direitos de autor  Markus Schreiber/Copyright 2020 The Associated Press. All rights reserved
Tamanho do texto Aa Aa

O primeiro-ministro italiano anunciou o calendário para o regresso do país à normalidade, depois de sete semanas de bloqueio.

A partir de 4 de maio, os parques e jardins públicos serão reabertos em Itália e as pessoas poderão visitar os familiares que vivem na mesma região. Os setores da indústria transformadora e da construção também podem retomar a atividade, desde que garantam as medidas de segurança.

O primeiro-ministro lembrou que na fase dois, a nova fase de convivência com o vírus, é preciso estar consciente de que a curva da infeção pode voltar a subir em algumas zonas do país.

Giuseppe Conte revelou ainda que as equipas desportivas profissionais podem voltar ao trabalho e que as bibliotecas, museus e exposições de arte podem reabrir a partir de 18 de Maio.

Espanha

Em Espanha, este domingo e pela primeira vez em seis semanas, as crianças puderam sair de casa e brincar durante uma hora na rua. A partir do próximo fim-de-semana, os espanhóis poderão sair para fazer exercício e dar passeios.

Tal como Itália - também Espanha e França têm registado progressos significativos na redução das taxas de infeção. Responsáveis dos dois países vão anunciar planos mais detalhados sobre o fim do confinamento esta terça-feira.

Reino Unido

No Reino Unido, onde já morreram mais de 20 mil pessoas com Covid-19, ainda não há detalhes sobre a data e a forma como o governo vai lidar com o fim do confimanento.

O ministro dos Negócios Estrangeiros, Dominic Raab, afirmou que o país vai ter de adaptar-se a uma nova realidade.

O Primeiro-Ministro volta hoje ao trabalho. Boris Johnson diz que é a favor da paciência e da prudência quando se trata de levantar o bloqueio.