Última hora
This content is not available in your region

Trump acusa China de não ter impedido pandemia de covid-19

euronews_icons_loading
Trump acusa China de não ter impedido pandemia de covid-19
Direitos de autor  Alex Brandon/Copyright 2020 The Associated Press. All rights reserved.
Tamanho do texto Aa Aa

O presidente dos Estados Unidos da América, Donald Trump, acusou a China de não ter impedido a disseminação do novo coronavírus quando o podia ter feito.

"Não estamos contentes com a China. Estamos descontentes com a situação. Acreditamos que podia ter sido travada na origem, rapidamente e não se ter alastrado por todo o mundo", afirmou o chefe de estado norte-americano.

Na habitual conferência de imprensa na Casa Branca, Trump revelou ainda que as autoridades norte-americanas estão a investigar o que aconteceu.

Ainda esta segunda-feira, o conselheiro da Casa Branca para o comércio acusou a China de estar a lucrar com a exportação de testes de baixa qualidade para os Estados Unidos.

Mesmo debaixo de críticas pela falta de capacidade do sistema de saúde para fazer diagnósticos, Washington assumiu o objetivo de cada estado testar pelo 2,6% da população, todos os meses.

Apesar de as taxas de hospitalização e letalidade continuarem a descer, o estado de Nova Iorque ainda não se sente preparado para aliviar as medidas de confinamento.

De acordo com o governador Andrew Cuomo, as restrições, com fim marcado para 15 de maio, devem mesmo ser para manter.

Já noutros estados, a vida vai retomando a normalidade possível. No comércio, a abertura de portas ao público implica o uso de luvas, o controlo de temperatura e várias outras medidas que prometem transformar a experiência de comer fora tal como a conhecíamos.