Última hora
This content is not available in your region

Rússia nega plano para matar presidente da câmara de Praga

euronews_icons_loading
Rússia nega plano para matar presidente da câmara de Praga
Direitos de autor  AFP
Tamanho do texto Aa Aa

Moscovo negou de forma categórica estar por detrás de um alegado plano para assassinar o presidente da câmara de Praga, Zdenek Hrib, um dos responsáveis pela atribuição do nome Boris Nemstov, um opositor ao Kremlin assassinado, à praça em frente à embaixada russa.

O autarca confirma estar sob proteção policial.

"Pode ser dito que a minha proteção policial já dura desde a Páscoa. Ainda não determinaram quando a proteção policial vai terminar e infelizmente não posso comentar sobre outros elementos com base na decisão da polícia nacional. Por isso, infelizmente, não posso verdadeiramente dizer que os serviços secretos russos estão a tentar matar-me com rícino, polónio ou Novichok. Simplesmente nesta altura não é possível dar essa informação", declara Zdenek Hrib.

O alegado plano de assassinato foi tornado público por uma revista, que citava fontes não identificadas dos serviços secretos checos. O periódico revelou que a secreta checa descobriu que um agente russo teria sido enviado para envenenar o autarca com rícino.

Nem a polícia ou dirigentes políticos confirmaram a existência do caso.