África já soma 1843 mortos e mais de 47 mil casos de covid-19

A Gauteng Health Department Official collects samples from a man
A Gauteng Health Department Official collects samples from a man Direitos de autor MARCO LONGARI/AFP or licensors
Direitos de autor MARCO LONGARI/AFP or licensors
De  Euronews com LUSA
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

A pandemia do novo coronavírus continua a alastrar no continente africano e já está presente em 53 dos 55 países.

PUBLICIDADE

África regista até hoje um total de 1843 mortes associadas à covid-19, em mais de 47 mil casos diagnosticados em 53 países do continente.

De acordo com o Centro de Controlo e Prevenção de Doenças da União Africana (África CDC), nas últimas 24 horas, o número de mortos subiu de 1.801 para 1.843, enquanto as infeções aumentaram de 44.483 para 47.118 e o número total de doentes recuperados subiu de 14.921 para 15.587.

A pandemia afeta 53 dos 55 países e territórios de África, com cinco países – África do Sul, Argélia, Egito, Marrocos e Nigéria - a concentrarem cerca de metade das infeções pelo novo coronavírus e mais de dois terços das mortes associadas à doença.

O Egito regista 436 mortos e 6.813 infetados, a África do Sul conta 138 mortos e 7.220 doentes infetados, enquanto Marrocos totaliza 179 vítimas mortais e 5.053 casos e a Nigéria tem 93 mortos e 2.802 infetados.

O maior número de vítimas mortais regista-se na Argélia (465), em 4.648 doentes infetados.

Apenas o Lesoto e a República Saarauí continuam sem notificar casos de covid-19.

Entre os países africanos lusófonos, a Guiné-Bissau é o que tem mais infeções, com 413 casos, incluindo o primeiro-ministro no poder e mais três membros do seu Governo, e regista uma morte.

Cabo Verde tem 175 casos e dois mortos, enquanto São Tomé e Príncipe tem 174 casos e 3 mortos e o Governo decretou na segunda-feira o confinamento obrigatório.

Moçambique tem 80 doentes infetados e Angola tem 35 casos confirmados de covid-19 e dois mortos.

A Guiné Equatorial, que está integrada na Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), mantém há vários dias 315 casos positivos de infeção e um morto, segundo o África CDC.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Comandante das Forças Armadas do Quénia morre em acidente de helicóptero

Alemanha promete milhões em ajuda ao Sudão no aniversário da guerra

Só em janeiro, Canárias receberam mais migrantes do que na primeira metade de 2023