Áustria permite pagamento para evitar quarentena

Áustria permite pagamento para evitar quarentena
Direitos de autor screenshot via ORFORF
De  Bruno Sousa
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Quem chega ao país pode pagar 190 euros para realizar teste rápido e evitar a quarentena obrigatória de 14 dias

PUBLICIDADE

A luta contra a pandemia de covid-19 tem variado de país para país e vários optaram por colocar em quarentena obrigatória todas as pessoas que entram em território nacional. Na Áustria, no entanto, desde esta segunda-feira que os recém-chegados têm a possibilidade de escapar a essa quarentena. Ou apresentam um teste negativo com menos de quatro dias... ou pagam 190 euros para fazer um teste na hora.

Lukas Mandl, eurodeputado austríaco, admite que é caro, mas sublinha que hoje em dia qualquer viajante está obrigado a incluir os custos de saúde no orçamento da viagem.

A medida deu que falar em Bruxelas, para os críticos viola claramente a política de fronteiras abertas na Europa e faz das viagens um privilégio reservado aos mais ricos.

Para o eurodeputado alemão, Michael Bloss, "esta não é uma forma justa de lidar com a situação. A crise já provocou diferentes impactos mas diferentes classes sociais. Deixar os ricos pagar para evitar a quarentena não é o caminho a seguir."

A Áustria esteve entre os primeiros países europeus a levantar as medidas de restrição para combater a covid-19. O país tem conseguido travar o contágio com relativo sucesso e há mais de um mês que os novos casos e os óbitos diários têm vindo a baixar de forma consistente. O número total de mortes associadas à covid-19 é ligeiramente superior às seis centenas.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

População da China diminui pelo segundo ano consecutivo

Rishi Sunak pede desculpa aos familiares das vítimas da Covid-19

Rei da Suécia entrega os Prémios Nobel de 2023