EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

Voluntária italiana regressa a casa após 2 anos sequestrada

Italy Kenya Kidnapping
Italy Kenya Kidnapping Direitos de autor Paolo Santalucia/Copyright 2020 The Associated Press. All rights reserved
Direitos de autor Paolo Santalucia/Copyright 2020 The Associated Press. All rights reserved
De  Euronews
Publicado a Últimas notícias
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Silvia Romano trabalhava para uma organização humanitária no Quénia quando foi sequestrada. Terá sido, depois, enviada para Somália onde terá estado nas mãos da milícia al-Shabab

PUBLICIDADE

Proveniente de Mogadíscio, na Somália e depois de 18 meses em cativeiro, Silvia Romano voluntária da organização humanitária Africa Milele, sequestrada no Quénia regressou a casa. Foi libertada no sábado.

A família, o primeiro-ministro e o chefe da diplomacia italianos estiveram no aeroporto de Roma para a receber.

"Estamos muito satisfeitos por dar as boas vindas à Silvia numa altura de grande dificuldade que o nosso país atravessa. Este é também um sinal de grande esperança e confiança de que o Estado está sempre presente", declarou o primeiro-ministro Giuseppe Conte.

Natural de Milão, Sílvia Romano, de 24 anos, foi raptada por homens armados e depois, de acordo com comunicação social italiana, entregue à milícia al-Shabab na Somália.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

A pizza napolitana já tem três séculos e quem a faz diz que é a melhor

Meloni procura reforma constitucional para eleição direta do primeiro-ministro

Guerra na Ucrânia domina cimeira do G7 em Itália