Última hora
This content is not available in your region

Britânicos voltam ao trabalho

euronews_icons_loading
Britânicos voltam ao trabalho
Direitos de autor  AFP
Tamanho do texto Aa Aa

Para milhões de pessoas por todo o Reino Unido, foi regresso aos trajetos diários de casa para o trabalho. Os britânicos começaram a voltar aos empregos esta quarta-feira, de acordo com as recomendações do Governo. Em Londres, os comboios e autocarros estavam cheios, com muitas pessoas sem máscara facial. O plano do Governo para aliviar o confinamento está a ser criticado como vago e confuso.

No Parlamento, Boris Johnson defendeu o processo faseado: "Não podemos agora voltar à estaca zero. Não podemos arriscar um segundo surto e faremos tudo para o evitar. Penso que, na verdade, quando olham para o que estamos a defender como caminho a seguir, o processo faseado que estabelecemos, as pessoas podem ver exatamente o que estamos a tentar fazer enquanto país", disse na sessão de perguntas ao primeiro-ministro.

A oposição está a aumentar a pressão sobre o governo em relação a esta resposta à crise. O líder trabalhista pede ao Governo que seja mais transparente para com o público britânico.

Disse Keir Starmer: "O primeiro-ministro afirma que as suas decisões foram, e passo a citar, impulsionadas pela ciência, pelos dados e pelas autoridades de saúde pública. Para dar confiança ao público, pedimos ao primeiro-ministro que se comprometa a publicar os pareceres científicos em que se basearam estas decisões.

O Reino Unido tem o maior número de mortes por coronavírus na Europa e continua a lutar para atingir os seus próprios objetivos de testes para o vírus e de acompanhamento da propagação do vírus. O governo diz que as pessoas devem agora voltar ao trabalho se puderem, respeitando simultaneamente as orientações em matéria de saúde pública.