EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Indústria do carvão "não vai recuperar da pandemia" dizem observadores

Indústria do carvão "não vai recuperar da pandemia" dizem observadores
Direitos de autor I Murga/
Direitos de autor I Murga/
De  euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Especialistas apostam nas energias renováveis.

PUBLICIDADE

A indústria do carvão não vai recuperar da pandemia de Covid-19. É esta a previsão dos observadores da indústria, já que a crise deu provas que a energia renovável é mais barata para os consumidores e uma aposta mais segura para os investidores. A transição a longo prazo dos combustíveis fósseis ganhou amplitude durante o bloqueio mundial devido à crise sanitária antecipando o encerramento de centrais de carvão em vários países.

Durante o bloqueio tornou-se óbvio para todos, porque a procura caiu ainda mais e o carvão não já não consegue competir com as energias renováveis - uma tendência já observada no ano passado, por exemplo, onde o número de horas nas centrais de carvão caiu 24%, o que é uma queda muito grande.
KATHRIN GUTMANN
diretora da campanha "Europe Beyond Coal"

A crise sanitária veio dar provas à humanidade que o uso de carvão pode ter atingido o pico, depois de mais de 200 anos. Um cenário que ajuda a desdramatizar as piores previsões climáticas feitas com base nas emissões de carvão até ao final do século.

O que é importante agora é garantir que, como parte do plano de recuperação, os governos dêem prioridade às energia renováveis, para garantir que não haja um novo aumento nas emissões de CO2, porque a recuperação está a ser feita de forma errada.
KATHRIN GUTMANN
Diretora da campanha "Europe Beyond Coal"

Mesmo antes da pandemia, a exploração de carvão já estava sob pressão devido ao aumento do ativismo climático, a campanhas de desinvestimento e à exploração de alternativas mais acessíveis. O bloqueio expôs ainda mais as fragilidades da indústria do carvão.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

População da China diminui pelo segundo ano consecutivo

Rishi Sunak pede desculpa aos familiares das vítimas da Covid-19

Rei da Suécia entrega os Prémios Nobel de 2023