Última hora
This content is not available in your region

Benjamin Netanyahu julgado

euronews_icons_loading
Benjamin Netanyahu julgado
Direitos de autor  Ronan Zvulun/AP
Tamanho do texto Aa Aa

Tribunal de Jerusalém começa a julgar Benjamin Netanyahu. Primeiro-ministro de Israel está acusado de peculato, abuso de confiança e corrupção

O primeiro-ministro de Israel começou a ser julgado este domingo. Benjamin Netanyahu está acusado de corrupção, abuso de confiança e peculato.

O governante compareceu no tribunal de Jerusalém e afirmou estar perante a justiça "de costas e de cabeça erguidas". Benjamin Netanyahu considerou "ridículas" as acusações de que é alvo e criticou o sistema judiciário do país por ter sido obrigado a apresentar-se no tribunal quando tinha pedido para ser representado pelos advogados.

À porta do tribunal, dezenas de pessoas manifestaram apoio ao primeiro-ministro.

Um dos manifestantes afirmou que a população não vai permitir que Netanyahu seja humilhado e que "a única razão pela qual o obrigaram a ir ao tribunal, apesar de a lei permitir a sua ausência, foi para mostrar uma fotografia dele no banco dos réus. O que verão é um povo orgulhoso, de cabeça erguida, a dizer "nunca andarás sozinho, Netanyahu".

O primeiro-ministro afirma que está em curso uma tentativa de derrubar o Executivo. Os críticos afirmam que Benjamin Netanyahu tentou minar o sistema judicial de Israel, com os argumentos de "conspiração estatal" e esperam que o Tribunal faça justiça.

Benjamin Netanyahu é o primeiro chefe do Governo de Israel a ir a julgamento.

O processo chegou ao tribunal pouco depois da tomada de posse do seu novo Executivo, depois de um impasse político que durou mais de um ano, seguido de três escrutínios inconclusivos.