Última hora
This content is not available in your region

Europa aposta em sistema de testes e rastreamento

euronews_icons_loading
Europa aposta em sistema de testes e rastreamento
Direitos de autor  Emilio Morenatti/Copyright 2020 The Associated Press. All rights reserved.
Tamanho do texto Aa Aa

Fez-se minuto de silêncio em homenagem às vítimas que morreram de Covid 19. O momento simbólico marcou o início de 10 dias de luto pelos mais de 27 mil mortos da Espanha - um número que pode ser ainda muito mais elevado. Espanhaestá a regressar lentamente a uma nova normalidade. "Testes" e "rastreamento" são as palavras de ordem em toda a Europa.

O parlamento francês aprovou uma aplicação de rastreamento. Os especialistas defendem que a "StopCovid" vai permitir um controlo mais direccionado do vírus, mas as questões de privacidade estão a levantar polémica. Os cidadãos do país esperam o novo anúncio do primeiro-ministro Edouard Phillippe com os pormenores da fase 2 do desconfinamento. Deve prever medidas para a reabertura de cinemas e escolas secundárias assim como dos restaurantes - onde o distanciamento social pode ser difícil de cumprir.

O dono de um restaurante de Paris, Stéphane Gouin, prefere esperar algumas semanas, ou até alguns meses, para poder reabrir em condições mais serenas, para poder sentar os clientes a menor distância já que os eu tipo de restaurante se baseia no convívio.

No Reino Unido, secretário de Estado da Saúde do país, Matt Hancock, anunciou o início de um sistema de "testes e rastreamento". Diz que a ideia é fazer uma caça ao vírus através dos testes, para descobrir quem está infetado. Que o próximo passo um trabalho conjunto para localizar o vírus e as pessoas que poderão estar infetadas.

O sistema depende de pessoas que se isolam voluntariamente, infetadas ou não, no caso de terem estado em contato com alguém com COVID-19. Segundo o governo, trata-se de um "dever cívico".