Última hora
This content is not available in your region

O Judo e a importância do Autocontrolo

euronews_icons_loading
euronews
euronews
Tamanho do texto Aa Aa

Todos os atletas reconhecem que dominar a impaciência e as frustrações é difícil. Mas, de acordo com os testemunhos dos judocas Teddy Riner, Marie-Ève Gahié, Younis Eyal e Dominic Ressel, o autocontrolo é um valor fundamental para se alcançar o sucesso no desporto e levar melhor a vida.

Ter autocontrolo é ser paciente, o que não é fácil
Marie-Ève Gahié
Judoca

Teddy Riner (França)

É o judoca de maior sucesso de sempre no planeta. Sagrou-se campeão olímpico em 2012 e 2016. Bateu o recorde ao conquistar dez títulos mundiais. Ganhou cinco títulos europeus. Foi duplo campeão do mundo de juniores, atleta do ano e homenageado em todo o mundo. Ganhou o Grand Slam, em Brasília, em 2019. O “Big Teddy”, como é conhecido, tem 2,05m e estava invicto desde 2010, até, em fevereiro deste ano, ter conhecido a primeira derrota em 155 competições.

Marie-Ève Gahié (França)

Tornou-se Campeã do Mundo de 2019 em Tóquio, depois de ter perdido a final em Baku, em 2018. Ainda em 2019, ganhou o Grand Slam de Ekaterinburg e a medalha de bronze no IJF World Masters, em Qingdao. Conquistou o ouro no Grande Prémio em Tbilisi e Zagreb, em 2018, o mesmo ano em que ganhou a Liga dos Campeões pela equipa Flam'91. Gahié levou para casa o bronze nos europeus de 2017. Venceu o Grand Slam de Abu Dhabi em 2016. Ganhou o ouro da equipa dos Jogos Europeus em 2015. Tornou-se Campeã do Mundo Sub-18 em 2013.

Younis Eyal (Jordânia)

Tem 27 anos e vai representar o seu país nos Jogos Olímpicos de Tóquio, caso se realizem.

Dominic Ressel (Alemanha)

Conquistou a medalha de ouro no Grand Slam em Paris, em 2019. Ganhou 7 medalhas nacionais de U81kg consecutivas. Ganhou a medalha de prata no Grand Slam em Tóquio, em 2016, e no Campeonato Europeu de Varsóvia, em 2017. No Grande Prémio de Haia, conquistou a prata, em 2017, e o bronze, em 2018. Conquistou o Bronze no Grand Slam de Düsseldorf em 2016, 2018 e de Abu Dhabi, em 2019. Ganhou o seu primeiro GP em Zagreb, em 2018. Foi o quinto classificado nos Campeonatos do Mundo de 2018, em Baku.