Polacos chamados às urnas

Polacos chamados às urnas
Direitos de autor Czarek Sokolowski/Copyright 2020 The Associated Press. All rights reserved.
Direitos de autor Czarek Sokolowski/Copyright 2020 The Associated Press. All rights reserved.
De  Nara Madeira com AP, AFP, Eurovision
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Presidenciais de 2020, na Polónia, podem ditar mudanças no país já que não se espera que os conservadores, do atual presidente, consigam evitar uma segunda volta.

PUBLICIDADE

Terminou a campanha para as eleições presidenciais na Polónia. Sexta-feira queimaram-se os últimos cartuchos numa votação que pode ditar mudanças de peso no país.

O presidente da câmara de Varsóvia, o candidato melhor posicionado para defrontar o atual chefe de Estado, diz que estas eleições são uma oportunidade para restaurar as normas constitucionais e melhorar os laços com a União Europeia. Rafal Trzaskowski, da Plataforma Cívica, frisou que o escrutínio de domingo é uma "oportunidade única na vida de uma geração''.

Já o atual presidente polaco, Andrzej Duda, promete continuar a trabalhar para equiparar o nível de vida no país ao da Europa Ocidental mas preservando os valores tradicionais.

Mas a vitória não está garantida. As mais recentes sondagens colocam-no à frente nas intenções de voto mas sem a maioria necessária para evitar uma segunda volta, agendada para 12 de julho.

Desde 2015 que a Polónia é governada pelo partido conservador Lei e Justiça. Foram as medidas populistas que cimentaram a governação, mas a aprovação de leis controversas, pelo presidente, provocaram protestos em massa e críticas por parte da União Europeia.

Se Duda perder o escrutínio será difícil para o governo fazer aprovar as suas reformas e leis, algumas delas severamente criticadas pela UE, já que o Senado polaco é controlado pela oposição.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Presidenciais na Polónia a 28 de junho

Controvérsia em torno das presidenciais na Polónia

Milhares de polacos marcharam contra o aborto em Varsóvia