EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Presidente polaco será eleito à segunda volta

Presidente polaco será eleito à segunda volta
Direitos de autor Petr David Josek/Copyright 2020 The Associated Press. All rights reserved
Direitos de autor Petr David Josek/Copyright 2020 The Associated Press. All rights reserved
De  euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Andrzej Duda falha reeleição e defronta Rafal Trzaskowski no dia 12 de julho.

PUBLICIDADE

O presidente polaco, Andrzej Duda, não conseguiu ser reeleito nas eleições presidenciais deste domingo. O ultraconservador vai disputar uma segunda volta com o atual autarca de Varsóvia, o liberal Rafal Trzaskowski.

Com cerca de 63% dos eleitores a participarem, Duda obteve 41,8% dos votos, falhando os 50% necessários para evitar uma segunda volta. Trzaskowski ficou em segundo lugar com 30,4% da preferência dos eleitores.

Os dois defrontam-se num novo escrutínio no dia 12 de julho.Andrzej Duda referiu que tem como objetivo "salvar a Polónia" e que sabe que os polacos "sentem que o Estado é representado com dignidade" e que os seus interesses vêm em primeiro lugar.

Já Rafal Trzaskowski sublinhou que "mais de 58% da sociedade quer uma mudança" e assumiu-se como "o candidato da mudança".

As eleições presidenciais estiveram previstas para ocorrerem no dia 10 de maio tendo sido adiadas devido à pandemia da Covid-19.

Durante a campanha o presidente em funções, Andrzej Duda, defendeu os valores tradicionais - prometendo continuar a elevar o nível de vida dos polacos.

Rafal Trzaskowski prometeu manter os programas sociais e restaurar as normas constitucionais.

A decisão final dos polacos será conhecida no próximo escrutínio, no dia 12 de julho.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

A China e a Polónia lançam a primeira ligação ferroviária regular, relançando a rota comercial da Rota da Seda

Polónia assina acordo de segurança com a Ucrânia e vai treinar tropas de Kiev

Polónia: Explosão em fábrica de armamento provoca 1 morto